terça-feira, 10 de abril de 2012

5 erros na alimentação

1- Pular refeição
Mesmo com a correria do dia a dia, é um erro ficar sem se alimentar por mais de 4h. O organismo entende que o jejum prolongado irá lhe faltar energia, e passa a armazenar em forma de gordura.
Faça fracionamento em pelo menos seis refeições diárias, sendo, desjejum, colação, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia.

2- Cortar carboidrato da alimentação
A falta de carboidrato pode causar uma fadiga muito grande, a pessoa vai ficar completamente sem energia, apática, cansada, pode ter queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e mau humor.
Inclua um carboidrato em cada refeição, mas de madeira equilibrada, prefira as opções ricas em fibras e os grãos integrais, o que auxilia na redução de peso.


3- Não ler os rótulos dos alimentos
Não prestar atenção aos rótulos do alimento, faz com que as pessoas consumam alimentos ricos em gordura, sódio e açúcar, o que leva ao aumento de peso, devido sua composição nutricional ser bastante calóricas.
Ao ler a tabela nutricional, a pessoa deve se concentrar nos nutrientes que devem ser limitados na dieta, e prestar atenção na lista dos ingredientes, pois estes estão em ordem crescente, sendo possível avaliar a maior composição do alimento até a menor, e não apenas na caloria total.

4- Comer muito rápido
Comer rápido e não mastigar direito faz com que a pessoa consuma uma maior quantidade de alimento, leva a um processo de má digestão, e ainda esse hábito impede que sintam o sabor do alimento.
O ideal é mastigar por 20 a 30 minutos as principais refeições, descanse o talher no prato, se necessário, para ajudar neste processo.

5- Fazer dietas
Geralmente nós sentimos atraídos por dietas que parecem fazer milagres, que prometem emagrecimento rápido e aparentemente fácil, que proporciona uma grande perda de peso em um curto tempo, essas dietas são elaboradas por profissionais não capacitados, ou são tão restritivas, que colocam o organismo em uma situação de risco nutricional. E com isso ocorre o efeito sanfona, pois a pessoa cai na monotonia e abandona a dieta e passa a praticar uma nova e também sem resultados permanentes.
Faça uma reeducação alimentar, procure uma nutricionista para poder elaborar um plano alimentar personalizado para você e suas necessidades, lhe incentivando hábitos alimentares saudáveis e mudança no estilo de vida, e alcançando os resultados tão esperados.

Por: Priscila Aline de Nardo
CRN8 7193/p

2 comentários:

Executiva de Panela disse...

Confesso que estou cometendo um errinho ultimamente: cortando carboidrato da refeição porque estou muito inchada. O efeito redutor é ótimo, mas é verdade, a fadiga vem com tudo. Ahhh... esse metabolismo... rs rs rs Beijos, Paula

Priscila A. de Nardo disse...

Oi Paula, mas cuidado, esse inchaço e comum em alimentação rica em sódio (sal e produtos industrializados) e pouca água.